Febre reumática: definição, sinais e tratamento


Febre reumática: definição, sinais e tratamento

A febre reumática é uma condição inflamatória que pode afetar várias partes do corpo humano, causando dor nas articulações e outros sintomas desconfortáveis.

Geralmente, ela ocorre como uma complicação não tratada de uma amigdalite, muitas vezes causada pela bactéria Streptococcus pyogenes.

Embora seja mais comum em crianças e adolescentes até os 15 anos, a febre reumática também pode afetar pessoas de outras faixas etárias.

Os sintomas frequentemente observados incluem inchaço e dor nas articulações, febre acima de 39°C, fraqueza muscular, cansaço excessivo, falta de ar, dor no peito, tosse, inchaço nas pernas, nódulos nas pernas e manchas na pele.

Esses sintomas podem surgir de 2 semanas a 6 meses após a infecção bacteriana e podem persistir por meses em alguns casos.

É importante ter atenção e buscar tratamento adequado, pois a febre reumática não tratada pode causar sequelas no sistema cardíaco.

O diagnóstico é realizado por um médico geral, pediatra ou reumatologista, por meio da análise dos sintomas, exames físicos e exames de sangue. O exame mais comum é o ASLO, que confirma a infecção.

A febre reumática é adquirida através da infecção pela bactéria Streptococcus pyogenes, que desencadeia uma resposta autoimune no corpo, resultando na inflamação dos tecidos saudáveis. Essa doença tende a ocorrer em pessoas com predisposição genética à infecção.

Tratamento: como funciona?

O tratamento da febre reumática envolve o uso de antibióticos, como a penicilina, ou a administração de injeções de Benzetacil.

Para pessoas alérgicas à penicilina, são prescritos outros antibióticos alternativos. Dependendo da gravidade da infecção, as injeções de antibióticos podem precisar ser repetidas a cada 21 dias.

Além disso, são utilizados medicamentos para reduzir a inflamação nas articulações, cuidados com o coração e repouso.

Para prevenir a doença, é importante procurar tratamento adequado para qualquer infecção na garganta e seguir as orientações médicas.

No caso de pessoas já diagnosticadas com febre reumática, é fundamental seguir corretamente o tratamento com antibióticos e injeções de Benzetacil.

Em casos mais graves, pode ser necessário o uso contínuo de anticoagulantes ao longo da vida.

O tempo de tratamento da febre reumática geralmente varia de 6 meses a 2 anos, dependendo das complicações e das sequelas cardíacas.

Pacientes que tiveram episódios de febre reumática possuem maior risco de recorrência ao enfrentar novas infecções na garganta.

Em casos graves e na ausência de tratamento adequado, a febre reumática pode levar à morte. Trata-se de uma condição autoimune, em que o sistema imunológico do organismo ataca seus próprios tecidos.

Atualmente, ainda não existe uma vacina disponível para a prevenção da febre reumática.

Sugerido para si